Especialista em Medicina do Esporte e reabilitação física através do exercício.
TwitterTwitterFacebookYoutube

Músculos

Cada parte do nosso organismo tem a sua particularidade com a sua função específica para o desempenho perfeito do conjunto. Os músculos estão presentes no corpo inteiro fazendo a ligação do sistema nervoso com os ossos para assim capacitar os seres humanos nos movimentos.

Todos os movimentos, do piscar de olhos à corrida depedem do funcionamento muscular
esquelético. A atividade física somente pode ser conseguida por meio da força muscular.

Como qualquer outra parte do corpo se não levarmos a sério a funcionalidade dessas cartilagens
e tecidos musculares é possível se deparar com lesões ou inflamações de variados níveis.

Conheça um pouco mais sobre os músculos do seu corpo!

Qual a função dos músculos?
Os músculos têm grande participação quando se trata de movimento, pois eles se “comunicam”
com os ossos para executar uma ação, contraindo ou relaxando através de estímulos do
sistema nervoso central.

Quais os principais músculos do corpo?
Existem mais de 600 músculos espalhados pelo corpo humano, desses podemos citar 03 tipos:

Músculo esquelético: É estriado, movimenta os ossos e é de controle voluntário. Existem em
maior quantidade e está presente nos bíceps, peitoral, etc;

Músculo cardíaco: Tem estrias, bombeia o sangue por todo o corpo e é involuntário, está presente
no coração;

Músculo liso: É involuntário. Como o próprio nome diz é liso, está presente na parede dos vasos
sanguíneos e trato digestivo;

O músculo esquelético dispõe de fibras, distribuídas no mesmo agrupamento muscular podendo
chegar a mais de 1 milhão de fibras musculares em cada agrupamento, por exemplo no músculo gastrocnemio.

A fibra e a célula muscular não são visíveis a olho nu e cada fibra muscular é fixada ao osso através do tendão com um nervo motor simples formando uma unidade motora, que quando estimulada por um impulso nervoso do cérebro ou da medula espinhal, provoca uma contração muscular.

Existem 03 tipos de fibras musculares:

1 - Fibras musculares Tipo I (Lenta)
Fibras vermelhas de contração lenta resistente à fadiga: são os músculos posturais (pescoço e costas), tem suprimento de sangue e carrega oxigênio para o tecido muscular. Os maratonistas tem mais fibras desse tipo.

2a - Fibras musculares Tipo IIa (Rápida)
Fibras brancas de contração rápida fatigável: age rapidamente, tem poucos vasos sanguíneos e muitas células que são altamente hidratadas. O velocista de 100 metros tem mais desse tipo de fibra.

2b- Fibras musculares Tipo IIb (Rápida)
Fibras vermelhas de contração rápida resistente à fadiga: semelhante à anterior, porém age mais rapidamente. Ativadas quando a intensidade do exercício aumenta muito, e as fibras do Tipo IIa não conseguem manter a intensidade sozinhas. É o caso dos músculos das pernas.

3 - Fibras musculares Tipo IIc
É uma fibra rara de 1 a 3% do músculo provavelmente participa da reinervação do músculo.

O que vai determinar se o indivíduo tem mais fibras Tipo I ou Tipo II (a e b) é a herança genética e o treinamento específico para cada modalidade esportiva de uma maneira geral. Terão mais fibras Tipo I, praticamente as modalidades de intensidade leve a moderada e de longa duração, e Tipo II (a e b) atividades de alta intensidade e curta duração. Porém sempre existirão todos os tipos de fibras em um mesmo agrupamento muscular de qualquer indivíduo, variando apenas a proporção de cada tipo.

Qual a classificação dos músculos?
Os músculos podem se classificar quanto ao movimento muscular e quanto a ação muscular.

Movimento Muscular:
- Agonistas - motores primários;
- Antagonistas - oponentes;
- Sinergistas - auxiliares;

Ação Muscular:
- Concêntrica - há encurtamento do músculo;
- Estática - músculo atua, mas sem alteral o ângulo articular;
- Excêntrica - músculo se alonga;

O músculo perde elasticidade?
Sim. Eles perdem a elasticidade com o passar do tempo. É o caso, por exemplo, das rugas.

Como dito anteriormente os músculos tem algumas fibras, através delas é que eles têm a capacidade de estender, alongar e contrair para realizar um movimento. Essa é a elasticidade que permite que eles aumentem de tamanho e voltem ao inicial.

E a fadiga muscular?
A fadiga muscular se dá quando o músculo não é mais capaz de suportar um nível de força muito alto.

Cada parte do nosso organismo tem uma determinada função e se por algum motivo algo estiver agindo ao contrário, a saúde está em risco! Estudos comprovam que o excesso de cálcio causa a fadiga, por que ele vaza para dentro das células musculares e prejudica as fibras.

Pode ser causada tanto pela depleção de energéticos, falta de suprimentos energético adequado aquela atividade ou pelo acúmulo do H+ do ácido lático, diminuindo o PH celular, consequentemente diminuindo os processos celulares que produzem energia e contração muscular.

Fadiga significa cansaço, e é gerada por um esforço repetitivo de exercícios que exige mais do que se pode agüentar.

Para evitar, não faça movimentos bruscos e não tente ir além da sua flexibilidade.

Como posso relaxar meus músculos e por que?
É muito simples. O relaxamento deve ser contínuo, fazendo exercícios básicos e práticos, como levantar os braços inspirando e expirando o ar, abrir e fechar as mãos, alongar o pescoço, massagear os ombros, etc.

É importe o relaxamento muscular porque há extremos, ou o corpo fica na mesma posição por muito tempo ou tenso, e nessas situações exageradas que aumentam a contração muscular o que causa ainda mais dor. O ideal é diminuir esse nível de tensão e alongar os músculos, uma boa espichada fará bem para a sua saúde!

A produção de força pode ser maximizada se o músculo for alongado 20% antes da ação, assim a quantidade de energia armazenada e ligações musculares são ideais.

Tenha sempre cuidado com o alongamento, pois o exercício exagerado e muito doloroso pode se traduzir em lesão muscular, diminuindo o desempenho. O ideal é praticar seguindo a orientação de um médico desportista.

Qual especialidade medica cuida dos músculos?
A Ortopedia e a Fisiatria são as especialidades que cuidam da saúde muscular.

A Ortopedia trata especificamente de doenças relacionadas com os músculos, ligamentos, articulações e também os ossos. Normalmente as pessoas chegam ao consultório médico reclamando, por exemplo, de uma dorzinha no joelho, a análise médica pode concluir: inflamações, deslocamentos, distensões ou até rupturas.

Os atletas são os que mais sofrem com lesões, torções e desgastes causados pelo esforço repetitivo de exercícios porque os músculos esticam acima da sua capacidade normal e provoca um desequilíbrio na articulação.

A notícia boa é que a maioria dessas complicações tem um tratamento eficaz, através do avanço da tecnologia os exames apontam o problema com exatidão, assegurando ao médico ortopedista a forma de tratamento e reabilitação.

O acompanhamento por um fisioterapeuta ou um educador físico completa o tratamento, tendo como objetivo o fortalecimento dos músculos mantendo-os alinhado com toda a estrutura do corpo.

Tendinite é um problema muscular?
Sim. A tendinite é uma inflamação no tendão. Os sintomas são inchaço, dor e aumento da temperatura no local. Não confunda tendinite ou artrite, a artrite é uma inflamação mais séria que afeta toda a articulação.

O que é Hipertrofia muscular?
A Hispertrofia muscular pode ser de 2 tipos:
Transitória: Aumento do volume do músculo que ocorre durante uma sessão simples de exercício, acúmulo de líquido intracelular.
Crônica: Aumento do tamanho do músculo com treinamento de força de longa duração, existem alterações estruturais reais nos músculos.

O que é dor muscular aguda?
A pessoa sente a dor muscular aguda durante e após o exercício. Pode ser resultado do acúmulo de metabolitos com o H+ (ácido) e edema tecidual.

A dor muscular de início retardado e a lesão aparece 1 ou 2 dias após a sessão de exercícios e pode ser de grau leve ou grave dependendo dos movimentos.

Sempre é importante o auxílio de um médico desportista para prática de esportes tanto na prevenção de lesões quanto no acompanhamento, orientação e tratamento multidisciplinar.

Aumentar a massa muscular diminui o risco de obesidade?
Sim. Quanto mais massa muscular uma pessoa adquire com treinamento, maior será o gasto calórico para mantê-la e consequentemente menor o risco de obesidade dentro de parâmetros de ingestão alimentar balanceados.

Quais os tipos de tratamentos musculares?
Os tipos de tratamentos musculares mais conhecidos são: alongamento e relaxamento por meio da reabilitação e da fisioterapia.

É natural que uma pessoa que não se movimenta muito seja considerada uma sedentária, isso faz com que os músculos fiquem contraídos e podem até atrofiar.

O tratamento irá restaurar os movimentos para obter o fortalecimento muscular e deixá-los mais resistentes.

Quais cuidados devo ter com meus músculos?
Devemos cuidar dos músculos é exercitá-los de maneira que o seu corpo ganhe resistência e possa proporcionar melhor funcionamento de outras partes, como a coluna. As articulações e ligamentos também agradecem.

O alongamento antes de qualquer exercício é fundamental, para que o trabalho de todos os grupos musculares com cargas e repetições apropriadas se torne menos cansativos.

Neste caso uma alimentação rica em proteínas (leite, ovos, soja, iogurte, carnes no geral, etc), vitaminas, glicídios, lipídios e água são essenciais para o fortalecimento muscular.

Preciso de acompanhamento nos exercícios?
Com certeza você já assistiu uma partida de futebol ou já ouviu um comentário num canal de esportes dizendo que o jogador sofreu uma distensão muscular. Essa distensão é o estiramento em excesso do tecido.

Quando estamos lidando com a saúde do nosso corpo é indispensável o acompanhamento médico de um especialista muscular para nos prevenir de todas as formas evitando possíveis lesões.

Faça sua consulta com um médico desportista.



LiveZilla Live Help

Cadastre seu e-mail e receba nossas
dicas de prevenção.

























Fale conosco

Preencha abaixo nosso formulário e tire suas dúvidas


Escreva aqui sua dúvida:

Nome:

Email:

Data de Nascimento:
/ /
Estado:

Telefone:
Celular:
Você já fez algum tratamento de varizes? sim não

Você possui convênio médico? sim não

Que tal receber dicas de prevenção às varizes?
Ótimo. Quero receber!

TwitterFacebookOrkutYoutube
Angiologista no CentroAngiologista em PinheirosAngiologista em Santana
ATENÇÃO!
As informações oferecidas por este site não substituem o acompanhamento dos médicos
especialistas em Medicina do Esporte.
Hospital Israelita Albert EinsteinHospital São LuizHospital São CamiloHospital Salt LakeHospital Villa Lobos